Publicado em

Afinal, o que é tipoia e como utilizar?

O que é tipoia e qual sua função?

A tipoia é um suporte para imobilização dos braços, ombros e mãos. Ela é usada durante o tratamento dos membros superiores, garantindo uma reabilitação mais rápida. Além disso, previne o aparecimento das clássicas dores e sensações de formigamento do período de recuperação, pois estimula uma circulação saudável.

Para quais situações é indicada?

Basicamente, a tipoia é usada em situações que requerem o descanso de um membro superior, seja do lado direito, seja do esquerdo. Cabe frisar que, apesar de ser principalmente lembrada em casos de fraturas, a tipoia também é uma opção bastante adequada para garantir estabilidade durante o tratamento de diversos outros problemas. Alguns exemplos são: contusões, luxações no ombro, lesões no braço ou no antebraço, engessamentos, artrites reumatoides, bursites, pós-operatório e sequelas de AVC.

Podemos dividir o uso da tipoia entre tratamento conservador e pós-operatório. O primeiro está relacionado aos casos em que não há um procedimento cirúrgico, ao contrário do segundo, que exige uma intervenção para que se consiga um resultado correto.

Quais os modelos de tipoia existentes?

Basicamente, há dois tipos: a simples e a funcional com almofada. Ambas desempenham a mesma função, no entanto, têm suas diferenças.

Tipoia simples

Ao utilizar este modelo, o braço fica na posição de um “L” e próximo do abdômen. Normalmente, o tempo sugerido pelos especialistas é entre quatro e seis semanas de uso. É importante que as mãos fiquem sempre posicionadas em direção ao outro braço. A tipoia simples pode ser apenas de tecido normal ou o modelo estofado, conhecido como Velpeau.

Tipoia funcional com almofada

Este modelo deixa o braço mais afastado do abdômen, pois há uma almofada fazendo a sustentação. O apoio macio deve ficar na lateral da região abdominal, jamais sobre a barriga. Geralmente utilizada em casos de cirurgia do manguito rotador.

Qual a maneira correta de utilizar a tipoia?

O mau uso pode não só prejudicar o tratamento, mas também causar dores — nos ombros, cotovelos e punhos. Sendo assim, para não colocar em risco a saúde, é essencial cuidar alguns aspectos.

O primeiro deles é a posição. Quando usada corretamente, a tipoia deixa o braço rente ao tronco e o cotovelo em 90º de flexão.

Outro cuidado deve ser com a faixa. Como ela passa por trás do pescoço, precisa estar ajustada, de forma que não permita mobilidade acima do recomendado, mas que também não cause dor.

Uma dica extra para que o sono não seja afetado pelo uso do produto: basta colocar um travesseiro em baixo do braço para melhorar o apoio e, consequentemente, dormir com mais conforto.

**Lembre-se sempre de consultar o seu médico.

Fonte: http://www.ombroecotovelo.net/tipoia.html. Consulta em 14/06/2018.

Deixe uma resposta